Análise do calendário do Tottenham na PL 2019/2020

Análise do calendário do Tottenham na PL 2019/2020

Depois da “ressaca” da final da UCL, na última quinta-feira (13) foi divulgado o calendário da Premier League 2019/2020, onde tentaremos destacar os principais pontos da nossa campanha, claro só contando com as forças dos elencos atuais, com os elencos tanto nossos, quanto dos rivais, ainda sem todos os eventuais reforços.

Começamos um agosto difícil, em que começamos em casa pela primeira vez desde 2010, contra o Aston Villa, num jogo contra um rival tradicional, mas que é necessário começar bem no seu estádio. Depois vamos ao Etihad Stadium para encarar os atuais bicampeões, num confronto sempre difícil. Em seguida, recebemos outro adversário tradicional, na figura do Newcastle, antes de irmos ao Emirates Stadium encarar o Arsenal, vale lembar que o North London Derby, ocorre antes de uma data FIFA.

Em setembro, temos cascas de banana, com três times (Crystal Palace, Leicester e Southampton), só que é bom abrir o olho, neste momento também teremos o início da fase de grupos da UCL. Em outubro, começamos contra o Brighton no sul do país, depois recebemos o Watford, até que em 26 de outubro, temos o reencontro com o Liverpool, em Anfield.

Após isso temos um “alívio” com a nosso tour que continua em Liverpool, contra o Everton, para depois receber o Sheffield United, antes de ir para o London Stadium, encarar o West Ham, para fechar novembro diante do Bournemouth. Em dezembro, temos um capítulo a parte, com seis jogos, reta final de fase de grupos de Champions League, encaramos o Manchester United em 03 de dezembro no Old Trafford, depois recebemos o Burnley, para assim visitar o Wolverhampton no Molineux. Na segunda parte de dezembro, temos de pegar o Chelsea (único confronto em casa, do top six que nos visita no primeiro turno), ainda em 2019 pegamos o Brighton, no boxing day, dois dias depois visitamos o Norwich, no Carrow Road.

Já no primeiro dia de 2020, vamos ao sul da Inglaterra, para encarar o Southampton, no dia 11 recebemos o Liverpool, fechamos janeiro indo para o Watford e já encaramos em casa, o Norwich. Fevereiro, é fundamental, não só por já estar na segunda parte do calendário, abrimos o mês contra o City, depois a parada é no Villa Park, diante dos Villans, antes do Chelsea (fora de casa) e o exigente Wolves em casa. Março segue um tanto subestimado, já que pegamos o perigoso Burnley, em Turf Moor, para em seguida enfrentar no Tottenham Hotspur Stadium, o United e o West Ham.

Depois encerramos nossa participação com sete jogos, em que podemos encontrar dificuldades, mas no geral um pouco menos difícil. Uma vez que pegamos Sheffield (fora), Everton (casa), Bournemouth (fora), depois temos a primeira visita do Arsenal ao novo estádio. Para fechar, Newcastle (fora), Leicester (casa) e encerra com Crystal Palace (fora).

Num olhar geral, temos um início difícil, além de um primeiro turno no geral complicado com quatro jogos fora, dos cinco confrontos diante do big six. Além de visitar os sempre exigentes, West Ham e Wolves, o time precisará de melhores resultados diante desses rivais do que nos últimos anos, seria interessante pontuar muito em meses como de setembro, outubro, novembro, abril e maio, períodos em que teremos poucos duelos contra o big six, ou com alguns deles em casa, em especial devemos focar nos dois meses finais de temporada, em que tivemos muitas dificuldades nos dois últimos anos e a equipe acumulou resultados e desempenhos pobres, que quase nos fizeram ficar de fora da Champions League, em especial em 2018/2019.

Facebook Comments