Com a palavra, o presidente Daniel Levy!

Com a palavra, o presidente Daniel Levy!

-

Em sua visita a Nasdaq (bolsa de valores de Nova Iorque), o presidente Daniel Levy deu uma baita entrevista e respondeu uma série de perguntas sobre diversos assuntos como transferências, gastos, Pochettino, futebol chinês e muito mais! Confiram abaixo:

Qual sua opinião sobre os gastos de outros clubes durante essa janela de transferências?
“Minha opinião é que é insustentável. Não tenho certeza se essa é a visão de outros clubes da Premier League, mas certamente os preços que estão sendo pagos por outros jogadores da Premier League não consigo ver sendo sustentáveis num tempo mais longo.”

“Eu acho que sou um guardião desse clube. Este clube existe desde 1882 e quando eu sair será outra pessoa. Penso que temos o dever de administrar o clube apropriadamente. Eu não acredito que num futuro para qualquer clube seja sustentável gastar mais do que você recebe. Você pode ter períodos onde faz, mas regularmente não.”

“Eu acho que algumas atividades que estão acontecendo no momento são simplesmente insustentáveis. Você sabe que se alguém está gastando 200 milhões de Libras mais do que está recebendo, eventualmente isso corre contra você. Não se consegue continuar fazendo isso”

“Nós administramos o clube de uma maneira muito apropriada. Investimos muito dinheiro em instalações físicas para crescimento futuro. Então temos um dos melhores centros de treinamentos do mundo. Investimos mais de 100 milhões de Libras nessas instalações!”

“Agora estamos investindo em um novo estádio. O estádio é fundamental, com ele teremos muito mais torcedores e renda e essa é a maneira de claramente ter negócios mais sustentáveis.”

“Ao mesmo tempo, as categorias de base são importante porquê conseguimos produzir nosso próprios jogadores. Não temos que sair e gastar 20, 30, 40 milhões de Libras em um jogador e obviamente um prata da casa tem uma afinidade com o clube que um jogador comprado não tem. E isso é o que os torcedores querem ver. Eles querem ver essa paixão. É isso que você tem de um prata da casa e é por isso que todos amam tanto o Harry Kane e cantam que ele é um dos nosso.”

Presidente Daniel Levy na Nasdaq, famosa bolsa de valores americana

Presidente Daniel Levy na Nasdaq, famosa bolsa de valores americana

O novo estádio impacta na atividade do clube no mercado de transferências?
“Eu responderia isso de duas maneiras. Independentemente do projeto do estádio, hoje nossa posição sobre transferências é que temos um treinador que acredita muito fortemente nas categorias de base.”

“A não ser que consigamos achar um jogador que faria a diferença, ele prefere dar a um jogador da base uma chance e isso não tem a ver com o financiamento do estádio.”

“Obviamente que quando um estádio dessa magnitude está sendo construído no contexto britânico, tudo tem que ser financiado de maneira privada. Não há qualquer tipo de ajuda do estado.”

“É um desafio em que temos que achar equilíbrio certo mas não está nos impactando no momento em relação a transferências pois ainda não chegamos ao ponto onde encontramos um jogador o qual queremos comprar, porém não temos condições de arcar com ele.”

O presida falou sobre diversos assuntos e mostrou preocupação com o rumo dos investimentos dos clubes

O presida falou sobre diversos assuntos e mostrou preocupação com o rumo dos investimentos dos clubes

O que você pensa sobre a atividade relacionada a futebol na China?

“O país decidiu que quer ser uma grande potencia no futebol e querem vencer uma Copa do Mundo. Estão colocando grandes recursos nisso. Dinheiro em si não significa que terá sucesso.”

“Tudo se resume as raízes. Estão providenciando muitos campos de futebol em toda a China e estão procurando alianças com clubes profissionais na Europa e como terem melhores treinamentos.”

“Acredito que no futuro a China será uma força conhecida.”

Você teme perder suas estrelas para a China?

“Acho que é bem difícil para europeus irem para a China. Acho que é uma cultura completamente e isso é um grande obstáculo. Eu entendo os jogadores próximos ao fim da carreira, o dinheiro sendo falado e sobre ser sua última oportunidade.”

“Uma situação similar com os EUA. É por isso que se vê jogadores vindo para cá ao fim de suas carreiras e sendo oferecidos a eles dinheiro que eles provavelmente não receberiam na Europa.”

#COYS

Facebook Comments