Desfecho da negociação de Berahino, ruim para todos

Desfecho da negociação de Berahino, ruim para todos

Na última segunda-feira (31/08) a janela de transferências se encerrou na Europa, (na Inglaterra no dia (01/09), com o grande assunto após o seu término, sendo a bizarra negociação Real Madrid e Manchester United por De Gea e Keylor Navas. No mercado interno, o grande assunto foi Saido Berahino, muito por todos os atores envolvidos, que acabaram por erros próprios e ou de terceiros, terminaram em uma negociação fracassada e todos saindo duramente criticados, iremos discutir o impacto que todos os que estavam na negociação sofreram após o seu fim, ou um até logo, já que janeiro vem aí e podemos ter uma retomada, então vamos há análise.

Tottenham:

Fica com apenas um atacante com característica de centroavante no elenco, por mais que Chadli, Son e Njie possam desempenhar a função, era necessário um nome a mais na equipe, até para potencias variações para esquemas com dois atacantes no time e também a equipe seria muito beneficiada com o entrosamento já existente entre Kane e Berahino dos tempos de Inglaterra sub-21, desconsidero Adebayor na função de 9, não por sua falta de qualidade, mas sim por claramente não estar nos planos do clube.

Mauricio Pochettino:

Tem seu fracasso e revés na possível ideia de um esquema 4-4-2, além de que vê um elenco desequilibrado em suas mãos e mesmo que o futebol e o estilo da temporada passada não sejam uma unanimidade entre os torcedores do clube, o quinto lugar em 2014/2015 e o inicio até agora, irregular na atual temporada, fazem com que a pressão recaia sobre seus ombros, já que ele já não conta mais com Roberto Soldado no elenco e Shaquille Couthirst (emprestado ao Wigan) ele terá uma escolha a fazer: sobrecarregar Kane ou conseguir um achado na base do clube, como fez com o mesmo Kane a quase um ano.

Daniel Levy:

Chegamos há um dos principais personagens dessa trama, o fracasso nessa negociação foi um duro golpe na já criticada política de transferências do presidente e da ENIC desde que ambos comandam o clube, a estratégia de prolongar as negociações (nesse caso 4 meses de conversas) procurando extrair até o último centavo do clube rival e muitas vezes contando com a pressão exercida pelos atletas que o interessam, já deu certos algumas vezes, mas parece pouco eficaz nos dias atuais, em que existem muitos mercados e clubes com dinheiro e condições melhores que às nossas, (vide que estamos construindo um novo estádio). Com isso, quando temos um jogador que claramente é supervalorizado e tem seus problemas extra-campo, mas que joga num clube de dono tão duro em negociações quanto ele, seria interessante pensar em outros alvos também, tais como: Charlie Austin, Edin Dzeko, talvez Alexandre Pato ou até mesmo tentar nomes sem tanta projeção ainda no mercado como: Embolo, Ayoze Pérez e Michy Batshuayi.

levy

Levy fracassou na busca por um atacante

Saido Berahino:

Claro, o próprio jogador que assim com Raheem Sterling ex-Liverpool, já disse claramente que não quer ficar nos Baggies e agora com suas declarações no twitter de que não joga por Jeremy Peace, a situação fica  complicada, não vai ser um pedido de desculpas numa entrevista a imprensa ou a remoção do tweet que vão selar a paz entre ele e o clube, dono e torcida, agora apenas algo impensável nesse momento, restauraria a tranquilidade do jogador, uma renovação de contrato que afastaria todos os rumores de sua saída e racha com a diretoria, porém como isso parece no mínimo improvável, deve ser mais natural com a poeira abaixado é que ele fique até janeiro, no clube até conseguir uma transferência para outra equipe.

Tony Pulis:

O treinador desde janeiro já vinha balançado com a possibilidade de vender seu principal jogador por uma boa quantia (já que naquele momento ele poderia montar uma equipe com atletas adaptados ao seu perfil de jogo). Em declarações públicas, chegou a insinuar, não menos de uma vez que poderia ver Berahino fora do The Hawtorns sem tantos problemas, já que trouxe dois atacantes no último período de transferências e no seu entendimento, essa seria a última oportunidade de ganhar um bom dinheiro com o jogador, já que ele tem seu contrato terminando a pouco menos de 2 anos, ou seja, nas próximas janelas, a equipe não terá muito poder de barganha em negociações pelo jogador.

Tony Pulis vai ter dor de cabeça com jogador insatisfeito no clube

Tony Pulis vai ter dor de cabeça com jogador insatisfeito no clube

West Brom:

Como já dito, por todo o clima ruim criado internamente, fica difícil não imaginar que isso não afetará a equipe dentro de campo e dependendo da condução do restante desse processo, que já não foi bem conduzido, com declarações públicas do clube por meio de suas redes sociais, o que causa certo mau estar e desconforto em todos na equipe, já que essa não é uma situação nova pros Baggies, que já realizaram algo parecido com Peter Odewingie em 2013 que queria ir pro QPR e foi forçado a ficar no clube, o final disso já sabemos e não foi bom pra ninguém.

Jeremy Peace:

Ninguém é obrigado a vender um jogador se não quiser ou se o clube interessado não chegar no valor pedido, mas nesse caso, o bom senso é bem útil, Daniel Levy não queria vender Berbatov, Carrick, Modric e Bale, mas os vendeu, cada um com suas particularidades, porque há de se pensar que por mais que os clubes detenham os direitos do atleta, no final sabemos que eles mandam e fazem o que bem entendem e mesmo que não deixam o clube, ou tomam a decisão mais desejada naquele momento, voltam a carga mais tarde para enfim conseguirem seu intento e assim deixarem a instituição, apesar de gostar da ideia cabeça dura de Jeremy Peace, ele deve perder muitos milhões recusados agora, que não devem ser mais oferecidos, daqui pra frente e ele deve ser mais bombardeado ainda.

Jeremy Peace barrou a saída de Berahino e foi duramente criticado pelo jogador via Twitter

Jeremy Peace barrou a saída de Berahino e foi duramente criticado pelo jogador via Twitter

 

Facebook Comments