Goodbye Emmanuel Adebayor

Goodbye Emmanuel Adebayor

Nesse domingo, logo pela manhã, algumas horas antes do jogo entre Sunderland x Tottenham, o clube fez um anúncio oficial que animou mas que também surpreendeu torcedores e a mídia como um todo, a dispensa de Emmanuel Adebayor por parte do Tottenham por acordo mútuo. Com isso o jogador fica livre para negociar com qualquer clube e assim definir seu futuro, enquanto que os Spurs se livram de um jogador que estava fora dos planos da comissão técnica e diretoria e também de um pesado salário de 100 mil libras semanais. O que deixa a situação interessante para todos. Vamos aos principais benefícios dessa resolução.

Tottenham:

Para todo o clube, Adebayor já era visto como um jogador com pouco espaço no elenco, mesmo com poucos jogadores para a posição que o togolês joga, era claro que ele não fazia parte dos planos de ninguém, desde Daniel Levy a Mauricio Pochettino, o jogador que era considerado caro, com um salário de 100 mil libras semanais e sem interesse nenhum de reduzi-lo, o atleta se tornou indesejado pelo técnico desde o jogo contra o Aston Villa no ano passado, quando Adebayor, Capoue e Kaboul teriam se rebelado contra o projeto de Pochettino, de usar mais jovens em detrimento aos mais experientes. Depois desse jogo, ele só voltou a campo, mais duas vezes, contra o Stoke na semana seguinte e em 21 de janeiro contra o Sheffield United pela primeira partida da semifinal da Capital One Cup, depois não mais voltou a campo pelo Tottenham, sendo sequer relacionado para os jogos, situação que se tornou insustentável com as declarações de Pochettino de que ele não faria parte dos seus planos e de que ele não jogaria mais pelos Lillywhites, até que veio o anúncio oficial de hoje e realmente apesar de poucos atacantes no elenco, manter um jogador que estava muito mal tecnicamente e de temperamento complicado no elenco.

Emmanuel Adebayor:

Para o togolês, a situação também é boa, já que ao invés de passar uma temporada recebendo sem jogar, ou só treinando com o time sub-21, ele deve receber a rescisão dos Spurs (algo em torno de 5 milhões) e ainda conseguir um novo clube para jogar, ele só deve ter um impedimento, seu alto salário, que ele não abre mão, já que tem muitos projetos de caridade que ele contribui, mas talvez entendendo seu momento na carreira e sua queda de produção, ele procure um clube com menores pretensões e pressões, compondo o elenco de uma equipe de meio de tabela, ou procurando um mercado secundário como o Chinês, EUA e Árabia, para assim manter seu salário e também jogar numa liga de menos expectativas sobre seu futebol, de todo modo ele está numa situação também muito confortável.

Aqui, alguns números de sua carreira:

Club Season League Cup Europa Total
Jogos Goals Jogos Goals Jogos Goals Jogos Goals
Metz 2001–02 10 2 1 0 11 2
2002–03 34 13 8 4 42 17
Total 44 15 9 4 53 19
Monaco 2003–04 31 8 4 0 9 0 44 8
2004–05 34 9 6 3 10 2 50 14
2005–06 13 1 1 0 7 3 21 4
Total 78 18 11 3 26 5 115 26
Arsenal 2005–06 13 4 13 4
2006–07 29 8 7 4 8 0 44 12
2007–08 36 24 3 3 9 3 48 30
2008–09 26 10 2 0 9 6 37 16
Total 104 46 12 7 26 9 142 62
Manchester City 2009–10 26 14 5 0 31 14
2010–11 8 1 6 4 14 5
Total 34 15 5 0 6 4 45 19
Real Madrid 2010–11 14 5 2 1 6 2 22 8
Total 14 5 2 1 6 2 22 8
Tottenham Hotspur 2011–12 33 17 4 1 37 18
2012–13 25 5 1 0 8 3 34 8
2013–14 21 11 2 1 2 2 25 14
2014–15 8 2 0 0 2 0 10 2
Total 87 35 7 2 12 5 106 41
Career total 361 134 46 17 76 25 483 176
Facebook Comments