Insano, Inacreditável, Heróico - Com gol de Lucas no último minuto o Spurs está na final da Champions League

Insano, Inacreditável, Heróico – Com gol de Lucas no último minuto o Spurs está na final da Champions League

Por Guilherme Decourt

Pela primeira vez na sua história o Tottenham Hotspur está na final da Uefa Champions League, e chegou lá de forma dramática com gol de Lucas Moura aos 90+5 minutos, que anotou um hat-trick, atuação de gala do brasileiro. Faltam palavras pra descrever essa campanha Lillywhite, um time que havia marcado apenas 1 ponto nas três primeiras partidas da fase de grupo e precisou contar com um empate do PSV contra a Internazionale para se classificar. Que passou pelo Borussia nas oitavas antes de protagonizar uma das classificações mais épicas da história contra o Manchester City, e chegar na final após uma semi-final mais épica e insana ainda contra o excelente time do Ajax. Que atuou na maior parte do mata-mata sem seu artilheiro Harry Kane, além de outros diversos desfalques.

Em uma temporada de transição, onde não foi feita nenhuma contratação em função do construção do novo estádio/fortaleza/santuário, e uma vaga no top4 parecia ser o objetivo mais realista o Tottenham Hotspur de Mauricio Pochettino consegue o inimaginável e chega a final da maior competição de clubes do planeta – TO DARE IS TO DO.

O jogo:

Precisando vencer após derrota por 1 x 0 em Londres o Tottenham foi até Amsterdam enfrentar a ótima equipe do Ajax com a difícil missão de vencer um time que não perdia em casa há muito tempo. Mas após o Liverpool reverter uma vantagem de 3 gols contra o Barcelona, ficou claro que tudo é possível no futebol, e fomos confiantes de que poderíamos buscar a classificação. E logo no início do jogo o pior cenário possível se materializou, gol do Ajax com 5 minutos de jogo. De Ligt se desvencilhou com facilidade de Trippier (por quê um jogador com estatura de um Hobbit estava marcando o melhor jogador deles na bola aérea?), Vertonghen é bloqueado por um adversário e não consegue o acompanhar o holandês que ganha de Dele Alli pelo alto para abrir o placar. O Tottenham procurou reagir, e Son, sem ângulo acertou a trave antes de Dele Alli bater com perigo. Dele ainda deu ótimo passe para Son que chutou fraco para defesa de Onana. E o que já estava difícil pareceu impossível após Zyech ampliar para os donos da casa com belo chute de canhota. E o primeiro tempo acabou assim. Para a segunda etapa Pochettino lançou Llorente no lugar de Wanyama e o Tottenham foi com tudo em busca da virada. Com 10 minutos Rose dá linda caneta em De Ligt e passa para Dele Alli que corta o marcador, a bola fica longa e Lucas que a pega e bate cruzado de canhota mandando a bola para o fundo das redes. Menos de 5 minutos depois o empate, Trippier cruza rasteiro para Llorente que para em defesa inacreditável de Onana, que em seguida se atrapalha com Schone, a bola fica com Lucas que corta diversos marcadores para anotar seu segundo gol e devolver a esperança de uma classificação. Após o gol o Tottenham se portou com mais cautela, e quem teve as melhores chances foi o Ajax, sempre com Zyech que exigiu boa defesa de Lloris, que chutou cruzado com muito perigo e que por último acertou a trave do francês. Faltando dez minutos para o tempo Lamela entrou no lugar de Trippier e Davies no lugar de Rose e o Tottenham foi para o tudo ou nada. Faltando 5 minutos para o fim do tempo regulamentar Vertonghen acertou o travessão e no rebote chutou para a defesa do Ajax afastar em cima da linha. Parecia que não ia dar, mas o impossível aconteceu aos 90+5, Llorente ganha no alto e passa para Dele Alli, que toca para Lucas entrar na área e bater cruzado e botar o Tottenham na final, em uma classificação histórica.

A final será em Madrid dia 01 de junho contra o Liverpool, o duelo mais difícil que temos que enfrentar nessa Champions, mas para um time que era dado como desclassificado contra City e Ajax tudo é possível, afinal de contas TO DARE IS TO DO, THE GAME IS ABOUT GLORY, COME ON YOU SPURS

Nota dos jogadores:

Lloris (7,0): Sem culpa nos gols do Ajax, ainda fez importantes defesas para manter o Tottenham na partida.

Trippier (4,0): Perdeu a bola que originou o segundo gol do Ajax, um retrato da pífia temporada que faz e não vai deixar saudades caso sua venda para o Napoli seja confirmada. Cruzou boa bola para Llorente no lance que originou o segundo gol do Totenham.

Alderweireld (7,0): Classe e qualidade de sempre. Por favor renova o contrato Toby.

Vertonghen (7,0): Igual seu compatriota, ainda acertou o travessão no final do segundo tempo.

Rose (7,0): Afobado ao botar a bola pra escanteio no lance que originou o primeiro gol. Foi bem ofensivamente, com destaque para a caneta no lance do primeiro gol do Tottenham.

Wanyama (5,0): Sofreu muito com o meio-campo do Ajax e mal na saída de bola. Saiu no intervalo para entrada de Llorente.

Sissoko (8,0): Um tanque. Sempre buscando levar o time pra frente, com muita força e intensidade. Talvez nosso melhor jogador nesta temporada.

Eriksen (5,0): Mais uma partida muito abaixo do dinamarquês. Destaque para excelente passe para Alli finalizar no começo do segundo tempo.

Dele Alli (8,5): Melhor partida do jovem inglês em muito tempo, ótimo passe para Son no primeiro tempo, quase marcou um golaço de voleio e duas assistências para Lucas. É esse o Dele Alli que o torcedor Lillywhite quer ver.

Son (6,5): Abaixo do que vem rendendo, acertou a trave no primeiro tempo e finalizou muito mal após ótimo passe de Dele Alli.

Lucas (10): Noite magistral do brasileiro, que anotou um hat-trick com a perna esquerda. O grande herói dessa classificação. Muito bem para se livrar dos marcadores no lance do segundo gol.

Llorente (7,5): Mudou o jogo no segundo tempo. Ganhou todas no alto de Blind e deu profundidade ao time. Participação vital no gol da classificação.

Lamela (6,0): Pouca influência nos dez minutos que ficou em campo.

Davies (6,0): Pouco tempo em campo.

 

Facebook Comments