Lições de Tottenham 2 x 2 Stoke City

Lições de Tottenham 2 x 2 Stoke City

Infelizmente, começamos essa coluna, sem a esperada primeira vitória oficial na temporada 2015/2016, nela falaremos de um resultado, que com o perdão da palavra, é no mínimo brochante. Após estar vencendo por 2 a 0 até os 33 minutos do segundo tempo, o Tottenham cedeu o empate no fim e acabou apenas com uma igualdade em casa, vamos aos principais pontos do jogo:

Não podemos perder pontos em casa:

Todo torcedor, inclusive seu presidente, já está careca de saber que não podemos perder pontos como esse em casa, são eles que nos impedem de alcançar um lugar entre os quatro primeiros ao fim da temporada, e são dois pontos perdidos dessa forma que deixam o torcedor extremante irritado e acima de tudo sem esperanças para a temporada que apenas se inicia. Então, a ordem é não mais vacilar contra times que apesar dos reforços, ainda são inferiores a nós, especialmente em WHL.

Harry Kane não vai jogar todos os minutos:

O que também está claro para todo mundo, é que Harry Kane, por melhor que seja, não vai poder jogar todo o tempo, ainda mais porque ele pode se lesionar, ou até mesmo descansar, quando a sequência nas Copas Europeias e Nacionais começarem, ele tem de ter um reserva, seja ele quem for (Berahino, Llorente, Embolo, Austin, são os mais especulados). Essa é uma área a ser observada com cuidado, ainda mais que potenciais reservas não estão nos planos ou foram emprestados, casos de Adebayor e Couthirst, então, Levy e Pochettino, contratem algum atacante, por favor.

4290

Isolado no ataque, Kane teve grande desgaste

 Erros individuais tem de ser diminuídos:

De todos os gols que o Tottenham tomou nas últimas quatro temporadas, 30,4% ocorreram de erros individuais, esse é um ponto a se ter em vista, ainda mais depois da falha bizarra de Alderweireld no pênalti que originou o primeiro gol do Stoke, sofrido por Joselu, em uma jogada que aparentemente estava controlada e que o jogador estava na lateral da área, isso não pode ocorrer, especialmente num jogo que caminhava para uma tranquila vitória.

Ben Davies veio para brigar por vaga:

Se na temporada passada, se esperava que Davies tomasse a vaga de titular de Danny Rose, porém o lateral inglês, em uma temporada brilhante, manteve-se entre os titulares e foi um dos pilares da equipe, nessa, com uma pequena lesão que impossibilitou Rose de jogar o primeiro jogo e no segundo acabou sendo poupado, com uma assistência nesse jogo e boa marcação, Davies tem mostrado que pode realmente ser titular e criar uma boa concorrência na lateral esquerda, com o inglês que ainda deve voltar a ser titular.

Chadli comemorando o seu gol

Chadli comemorando o seu gol

Chadli, o jogador que amamos, odiar:

Nacer Chadli é um jogador que sempre gera desconfiança, não é sequer o melhor jogador de sua posição, no elenco, pelo menos em minha opinião, porém é um homem extremamente útil no time e que faz muitos gols para um meia, considero que ele poderia contribuir mais na marcação e recomposição pra equipe e que talvez necessitasse de mais velocidade pra jogar de um winger, mais como diria o outro: é o que tem pra hoje e enquanto ele fizer gols, nós continuaremos, amando-o odiar. A coluna volta na próxima semana e esperamos que seja com a primeira vitória, até lá!

COYS

 

 

 

Facebook Comments