Lições do jogo - Tottenham 1 x 0 Middlesbrough

Lições do jogo – Tottenham 1 x 0 Middlesbrough

-

Uma vitória importante e contra um adversário chato, seguindo na vice-liderança e continuando num bom momento no campeonato. Num cotejo como esses tivemos algumas impressões e agora vamos falar de algumas delas:

Son foi nossa arma mais perigosa em campo

Na nossa volta para o esquema 4-2-3-1, o sul-coreano esteve pela segunda vez seguida no lineup titular dos Spurs e ele conseguiu ser uma boa opção de velocidade no lado esquerdo justamente a velocidade e a força pelos lados do campo que muitas vezes nos fizeram falta na temporada. Sua tomada de decisão por vezes poderia ser melhor até arriscando algumas finalizações mas no geral ele obteve um bom aproveitamento na batalha contra Callum Chambers e conseguiu quebrar as linhas de marcação adversárias que estavam bem fechadas.

Son foi eleito o melhor em campo

Son foi eleito o melhor em campo

Dembele e Wanyama tem feito uma ótima dupla nas transições

Os nossos dois volantes conseguiram manter muito bem o controle do meio campo, Dembele segue com seu ótimo aproveitamento em divididas e conseguindo dar um bom ritmo ofensivo a equipe. Já o queniano têm feito um bom trabalho nos desarmes e também simplificando os passes, fica notório que ele traz uma alternativa física e muito intensa na proteção a defesa e de vez em quando arriscando algumas finalizações de média distância.

Podíamos ter matado o confronto mais cedo

Os últimos 15 minutos foram um tanto problemáticos para a equipe que mesmo com o contra-ataque a disposição não conseguimos capitalizar e matar o cotejo, com isso alguns lances como as tentativas de voleio de Negredo e De Roon por muito pouco não terminaram em gol e esses momentos de maior tensão só foram possíveis por que em alguns momentos mais tranquilos não ampliamos o marcador.

Difícil tomar a bola do Dembele

Difícil tomar a bola do Dembele

A defesa teve uma atuação bem segura

Fora os dois lances acima já citados, o Boro pouco incomodou a defesa dos Spurs, claro que o ataque adversário não é dos mais temidos mas nem por isso devemos vacilar, Ben Davies controlou bem a velocidade de Adama Traore e Dier teve um confronto bem favorável contra Negredo, assim a equipe conseguiu manter a sua vantagem mínima até o final do jogo.

Os primeiros 75 minutos foram de total controle dos Spurs

Tirando um lance fortuito ou outro, a equipe da casa conseguiu impor bem seu ritmo e criou boas chances. Como já dito acima o principal erro foi não capitalizar esses momentos e também um pouco de preciosismo desnecessário na hora de finalizar mas mesmo assim a equipe dominou bem as ações ofensivas e conseguiu quebrar as justas linhas de marcação do rival que em geral fechou muito o terço final do campo e buscou dificultar nossas trocas de passe e infiltrações na grande área.

#COYS

 

 

Facebook Comments