O que a demissão de Zidane pode significar para o Tottenham

O que a demissão de Zidane pode significar para o Tottenham

Todo mundo já está sabendo que Zinedine Zidane não é mais técnico do Real Madrid, mas se você não leu as notícias de hoje está sendo conhecido agora que o francês deixou o clube espanhol. O que seria apenas uma saída de um técnico do clube mais poderoso do planeta, pode ter ecos grandes pelos lados de Hotspur Way.

O que já era especulado e ventilado ao longo da temporada, Pochettino é o principal nome para assumir os merengues caso Zidane fosse demitido, porém foi o contrário que aconteceu e a informação foi confirmada. Claro que há diferenças em relação ao que era relatado há alguns meses e a principal delas se dá justamente no vínculo do argentino com os Spurs, já que ele renovou seu contrato até 2023 e com certeza além de um salário maior também sem dúvida terá um maior empecilho caso alguém o queira tirar de Londres.

A “lista de Florentino Pérez” deve ser extensa porém o que se concorda tanto na Espanha quanto na Inglaterra, que o argentino é a primeira opção em Madrid. Como também já é de conhecimento público, Daniel Levy não é um negociador fácil e não vai “liberar” a principal peça da engrenagem do Tottenham nos últimos anos por nada. Só para esclarecer, não há nenhuma cláusula de rescisão especial para o PSG e o Real Madrid, ou nenhum outro clube.

Pensando no aspecto lillywhite, a saída de Mauricio seria péssima em todos os sentidos, uma vez que além de romper com o projeto que tem tocado nas últimas quatro temporadas nos Spurs, ela pode atrapalhar o futuro do clube já que causaria um cenário de incertezas não só sobre o elenco mas também sobre tudo que cerca o time, justamente na temporada em que entramos no novo estádio.

Dessa forma e com tudo que foi exposto acima, não ver Pochettino no banco dos Spurs pode gerar uma incerteza desnecessária e correríamos o risco de voltar a velha “fase de transição” que vivíamos antes do argentino chegar. Vale sempre lembrar que este é um verão fundamental para o Tottenham, com renovações de Eriksen, Kane, Alli e outros titulares a caminho e o time precisando fazer contratações para chegar ao próximo nível do futebol europeu, um fim da passagem do arquiteto disso tudo no norte de Londres pode gerar mais ruídos do que simplesmente uma troca de comando.

Foto: Divulgação/Tottenham Hotspur

Facebook Comments