RELEMBRANDO AS GLÓRIAS

Relembrando as glórias: Copa da UEFA 1971-72

A competição, a equipe e o treinador:

A Copa da UEFA era a evolução da Fairs Cup, competição que abria vaga a grandes clubes que não conseguiam classificação para a restrita European Cup (UEFA Champions League), única competição em maior nível técnico que a UEFA Cup na Europa. Em sua primeira edição, clubes de muita técnica, classe e grandeza disputavam o caneco. Milan, Real Madrid, PSV, Porto, Juventus, Southampton, Atlético de Madrid, Hamburgo, Colônia e muitos outros clubes de extrema qualidade técnica, entre eles, um tal de Tottenham Hotspur Football Club.
A equipe era comandada pelo lendário, ídolo eterno, Bill Nicholson, o nosso mais lendário técnico. E tinha como grandes estrelas, bem, o time inteiro era formado de grandes jogadores lendários em nossa história. Gilzean, Perryman, Coates, o maestro Martin Peters, e o grande artilheiro Chivers, no gol, o goleiro da seleção norte-irlandesa Jennings (todo grande time começa com um grande goleiro), o capitão era Alan Mullery. Muitos estão sendo injustiçados em não serem citados, era uma grande equipe, talvez tivesse o futebol mais bonito da Inglaterra na época, uma equipe que todos gostavam de ver jogar, e odiavam enfrentar. Quem viu esse time jogar, provavelmente tem vontade de cortar seus olhos assistindo os jogos dos elencos recentes, mas, Tottenham é o amor maior, um amor estranho, o jogo feio às vezes pode se tornar lindo nos olhos de um torcedor, mas, naquela época, um futebol lindo se tornava mágico.

Elenco campeão da Copa da UEFA de 1971-72

Elenco campeão da Copa da UEFA de 1971-72

O caminho:
A caminhada começou contra o ÍBK Keflavík, da Islândia. O time estreou mostrando toda sua classe, sem dó, os craques foram até a gelada Islândia para colocar um sonoro 1 x 6 no placar. Com hat trick de Gilzean, dois do capitão Mullery e um de Coates, que começou a goleada.
No White Hart Lane, a história não foi outra, 9 x 0, hat trick do artilheiro Chivers, dois de Gilzean, um para Perryman, Coates, Knowles e Holder. Começo empolgante para a competição.
Na sequência, enfrentamos uma equipe complicada, o FC Nantes, da França. Na França, o jogo não saiu do zero, teríamos que decidir no White Hart Lane. E com um gol no começo do jogo de Martin Peters, nós garantimos nossa classificação na próxima fase.
Nas Oitavas de Final, o adversário foi o romeno FC Rapid București, a primeira partida foi disputada no White Hart Lane, e conseguimos uma grande vantagem para levar para a distante Romênia, 3 x 0, Peters no primeiro minuto, e Chivers duas vezes marcou. Na Romênia, vencemos novamente, por 2 x 0, Chivers e Pearce, que foi expulso após brigar com o adversário Ion Pop. Estávamos nas Quartas de Final, o título se aproximava.
E teríamos que ir a Romênia novamente, enfrentar o FC UT Arad. Na Romênia vencemos com gols de Morgan e Mike England. Agora os romenos teriam de nos vencer no White Hart Lane, tarefa que não se mostrava fácil a ninguém. E eles estavam nos vencendo até os 80 minutos quando Gilzean marcou e os forçou a terem que marcar duas vezes para avançar. Não conseguiram, 1 x 1, e estávamos nas Semi Finais.
E para deixar o título ainda mais bonito, um gigante europeu, o AC Milan. A primeira partida no White Hart Lane, vencemos de virada, 2 x 1. Benetti marcou para o Milan, e Perryman, marcou dois, e nos colocou na liderança do placar. Iríamos a Itália para tentar a vaga para a final. Era um confronto aberto.
Na Itália, Mullery nos colocou na liderança do placar com poucos minutos de jogo, o Milan ainda empatou com Rivera de pênalti. Era oficial, o Tottenham Hotspur era finalista da primeira Copa da UEFA da história. E o adversário, seria o conhecido Wolverhampton Wanderers .

 

A final:

Também disputada em duas partidas, jogaríamos duas partidas na Inglaterra para trazer o troféu europeu para o norte de Londres e deixa-la, ainda mais, branca e azul.
Em Wolverhampton, na primeira partida, Nicholson entrou com a formação que vinha utilizando durante toda a competição: Jennings; Beal, Kinnear, Mike England, Knowles; Mullery (c), Peters, Perryman; Gilzean, Coates e Chivers. E o camisa 9, o artilheiro, Chivers, fez seu dever, marcou gols, e nos deixou muito próximos do título. Marcou, viu o Wolverhampton empatar e nos deixou na liderança do placar de novo. 1 x 2 e a decisão estava a caminho do White Hart Lane, um empate nos daria o título.
Nicholson escalou novamente o Dream Team. Mullery, aquele que mais tarde levantaria a taça, marcou aos 29, o norte de Londres estava em festa, azul e branco, como de lei, eram as cores que reinavam na região. Os Wolves empataram ainda no primeiro tempo, mas, não havia nada que tirasse esse título dos Spurs.
Tottenham Hotspur, o primeiro campeão da história da Copa da UEFA. Uma campanha digna da grandeza do clube. Goleadas, jogos difíceis, grandes adversários e o título em White Hart Lane. Que time comandava o Sr Bill Nicholson. Que clube maravilhoso é o Tottenham Hotspur.

Facebook Comments