Stamford Copado: Tottenham quebra jejum e ganha do Chelsea

Stamford Copado: Tottenham quebra jejum e ganha do Chelsea

Neste domingo(01/04), o Tottenham visitou o Chelsea e fez o que a lógica do momento previa: ganhou do rival londrino. Um jogo que, na casa do adversário, não ganhavamos desde 1990, com gol de Lineker. Mas dessa vez foi diferente: Ganhamos, e principalmente no segundo tempo, dominamos o atual campeão da Premier League. Com esse resultado, o Tottenham abre 8 pontos de vantagem do rival e está a passos largos de carimbar mais uma vez a presença na UEFA Champions League. Já o Chelsea aumentou a crise que vem ocorrendo ao longo da temporada.

Primeiro Tempo:

No primeiro tempo, ficou um jogo mais amarrado porém o Chelsea tinha chances. Os spurs estavam rodando a bola mas sem ter grandes chances claras. Talvez a única chance foi um cruzamento para Alli só que o meia-atacante do Tottenham estava cercado e não conseguiu finalizar. Após isso em um contra-ataque, Moses cruzou e Lloris saiu muito mal o que acarretou em gol dos Blues: Morata aproveitou e guardou para os mandantes.

Tottenham não desanimou e seguiu e no pé de Eriksen saiu a primeira chance clara: o meia chutou e Caballero mostrou certa dificuldade em defender. Tottenham manteve o ritmo, pressionou a saida de bola e em uma bola que Alli e Davies brigaram, o meia ingles rolou para Eriksen que fez um golaço, sem chances para o goleiro. Num domingo de Páscoa, essa foi a ressurreição do Tottenham.

Segundo tempo:

No segundo tempo, o Tottenham foi jogando no seu estilo e Pochettino deslocou o Son para jogar um pouco aberto, deixando Alli como um 9 e deu certo: Dier deu um lançamento genial para Alli que matou a bola e chutou na saída, virando o placar. Antes disso tentamos uma jogada mas Moses afastou a bola. E em um contra-ataque o Tottenham matou o jogo: Son recebeu a bola, finalizou mas a bola sobrou em rebote para Lamela. O argentino finalizou mal mas a bola ficou novamente com o Tottenham: Dessa vez com Alli que rolou e correu para o abraço: Era o 3×1 e o Tottenham acaba com o tabu, devolve com saldo a derrota em Wembley e mostra que o Chelsea hoje é um time frágil.

Após o terceiro gol, Pochettino começou a mexer colocou Kane no lugar de Son. O camisa 10 do Tottenham ficou 3 semanas fora e voltou até antes do esperado. Kane que contribuiu de forma positiva prendendo a bola e ajudando muito na marcação. Wanyama entrou no lugar de Dier para reforçar a marcação e Sissoko no lugar de Lamela. Mas devemos ressaltar o grande jogo de Vertonghen que anulou os principais jogadores do Chelsea, tendo inclusive deixado a marca em Hazard,seu companheiro de seleção. Uma vitória convincente de um time que apesar da eliminação na Champions não desanimou e quebrou esse tabu.

Estatísticas:

 

 

Facebook Comments