Single Blog Title

This is a single blog caption

Tottenham 0x0 Swansea – Frustração

Após a vitória sobre o Borussia,  no meio de semana, muitos acreditavam que a má fase em Wembley tinha chegado ao fim e que o Tottenham seria capaz de engrenar uma boa sequência de jogos em sua casa alugada, mas aí veio a partida contra o Swansea nesta tarde de sábado e o que vimos? Mais um empate com boa atuação do goleiro adversário que impediu o time de subir na tabela.

mais dois pontos perdidos em casa

mais dois pontos perdidos em casa

Escalação Ofensiva

O Tottenham veio à campo com um time bem modificado do usual, Pochettino ousou na escalação e armou um time bastante ofensivo, já imaginando que o Swansea viria para se defender e jogar no contra golpe. Os Spurs começaram a partida com uma linha de três zagueiros, Dier ao lado de Sissoko na linha mais defensiva de meio de campo, além de Trippier e Son pelas alas buscando auxiliar Eriksen a municiar Alli e Kane.

O resultado da escalação ofensiva foi a posse de bola massacrante no primeiro tempo, algo em torno de 70% (ao final do jogo seriam 75%), o time rondando a área adversária mas, sem conseguir jogadas de penetração, arriscando bastante de fora da área. Na primeira etapa a maldição do goleiro adversário fez efeito em uma cobrança de falta de Kane e um chute forte de Son, ambos defendidos por Fabianski.

Pouco trabalho para os defensores no jogo

Pouco trabalho para os defensores no jogo

Trocando Posições

Poch retornou à segunda etapa sem mudar jogadores, mas com várias alterações de posicionamento, Sissoko virou o ala pela direita, Trippier caiu pela esquerda e Son foi jogar mais avançado para Alli participar mais do jogo no meio campo. O resultado foi similar ao que já vinha sendo apresentado, muita posse, pouca penetração efetiva.

As chances para vencer o jogo até apareceram, mas Fabianski algumas vezes, o travessão em chute de Kane na melhor chance, e a pontaria falha de Trippier e Aurier impediram o Tottenham de deixar o campo com mais uma vitória na Premier League. No total foram 26 chutes a gol contra 4 do Swansea, prova do domínio dos Spurs.

Son não conseguiu quebrar o cadeado e foi substituído

Son não conseguiu quebrar o cadeado e foi substituído

O placar não saiu do 0 e o Tottenham segue sem vencer em casa neste Premier League. Em 3 jogos, acumula dois empates e uma derrota e já sabe que é impossível alcançar a pontuação dentro de casa que teve na temporada passada, quando não perdeu em WHL e empatou duas vezes. Que saudade!

Pochettino e as substituições

Se você ainda não dormiu de tédio por mais um texto que poderia ser igual ao de tantos outros sobre jogos em Wembley para os Spurs, deve saber que hoje nosso técnico também colaborou para que o gol não saísse. Após a primeira etapa já havia ficado claro que o Swansea não sairia para o jogo de jeito nenhum, então por que manter os 3 zagueiros mais o Dier até o final do jogo?

Não sou louco de achar que temos um super banco e que ele pode tirar vários coelhos da cartola para surpreender os adversários, mas podia povoar mais o meio campo e adiantar mais o time do que insistir em manter a linha de 3 zagueiros que pouco foi exigida. As mudanças do argentino foram Aurier na vaga de Sissoko aos 63′ e depois Llorente na vaga de Son aos 74′.

Voltamos a bater na tecla do elenco, pois então. Pochettino fez apenas duas alterações e mesmo com três zagueiros não viu mais ninguém no banco capaz de mudar o panorama de jogo e pressionar mais o adversário.

Avaliações

Lloris – 7,0 – Não foi exigido

Alderweireld – 7,0 – Seguro, não sofreu muito.

Vertonghen – 7,5 – Foi bem atrás e ainda se aventurou como lateral esquerdo para ser uma alternativa ofensiva.

Sanchez – 7,5 – Ganhou quase todas que disputou.

Dier – 7,0 – Atuação normal, sem destaque.

Sissoko – 6,5 – Começou no meio, foi para ponta e pouco criou.

Trippier – 7,5 – Começou na direita, foi para esquerda e foi uma das válvulas de escape do time.

Son – 7,0 – Enquanto esteve em campo foi quem mais criou chances de gol.

Eriksen – 6,5 – Não criou muito e não bateu faltas que deveria bater.

Alli – 6,5 – Não apareceu muito para o jogo.

Kane – 7,5 – Lutou muito, mas acabou desperdiçando a melhor chance do jogo.

Poch – 4,0 – Armou o time bastante ofensivo, mas mexeu mal.

Aurier – 6,5 – Demonstrou bastante vontade, mas perdeu ridiculamente a última chance da vitória.

Llorente – 7,0 – Entrou para ser mais uma opção para bola aérea, mas pouco pode fazer no meio de vários zagueiros adversários.

Entrevistas

Todo mundo, obviamente, está frustrado. Nós dominamos completamente do início até o fim, mas não conseguimos marcar.

Dier saiu decepcionado de campo

Dier saiu decepcionado de campo

Nós estamos desapontados por deixar dois pontos para trás. Nós dominamos o jogo, mas não fomos cirúrgicos o suficiente na frente do gol.

Poch saiu de campo desapontado, mas também foi mal.

Poch saiu de campo desapontado, mas também foi mal.

Melhores Momentos

 

Esperamos um futuro melhor em Wembley!

#COYS

 

Facebook Comments