Townsend e a capacidade de botar tudo a perder

Townsend e a capacidade de botar tudo a perder

Andros Townsend é mais um dos jogadores jovens que tem surgido de nossa prolífica base nos últimos anos, o jogador tem demonstrado desde que surgiu em 2008, à época, uma grande promessa, que já tinha jogado nas seleções sub-16 e 17 da Inglaterra, como quase todo jovem inglês, demorou a ter suas primeiras oportunidades na equipe principal, passando por quatro empréstimos (Yeovil Town, Leyton Orient, MK Dons e Ipswich Town), não tendo grande destaque.

Andros Townsend comemorando um gol em sua passagem pelo Ipswich

Andros Townsend comemorando um gol em sua passagem pelo Ipswich

Em 2011-2012, ele teve com Harry Redknapp suas primeiras chances com a camisa do Tottenham, na Liga Europa daquela temporada junto com Harry Kane e alguns reservas que caíram na primeira fase da referida competição, em 2012 ele foi emprestado para o Leeds e para o Birmingham, isso após assinar uma extensão contratual que o manteria no Tottenham até 2016.

Em 2012-2013 ele jogou apenas um jogo, válido pela Copa da Liga contra o Carlisle United e marcou um gol na ocasião, mas com poucas chances, no dia 31 de janeiro de 2013, ele e Jermaine Jenas foram para o QPR e lá se encontraram que com seu antigo treinador, Harry Redknapp e em 12 jogos marcou 2 gols e foi o destaque de um time que foi uma bagunça do inicio ao fim daquela edição da Premier League.

Townsend já foi emprestado para muitos clubes menores

Townsend já foi emprestado para muitos clubes menores

Em 2013-2014 ele foi a grande surpresa de um time em formação com André Villas-Boas e quando o time ainda não tinha suas “estrelas” que viriam jogos mais tarde e não se confirmaram, a ponto do português perder o emprego, e Andros que chegou na seleção inglesa não seguiu no seu bom momento, quando Tim Sherwood assumiu, ele lançou vários jovens para a equipe titular, esperava-se que ele recuperasse o bom momento e assim fosse para a Copa do Mundo no Brasil. Porém com um jogo, por vezes preguiçoso e de pouco trabalho para  a equipe, mesmo com o treinador que o acompanhou na base, ele não teve desempenhos que lhe colocassem em condições de ser titular da equipe.

Com a chegada de Mauricio Pochettino, outro treinador que tem o trabalho com a base e jovens jogadores, sua característica, Townsend participou apenas de 35 jogos e marcou 5 gols, seus melhores números na carreira em ambos os quesitos, entretanto o jogador muitas vezes entrou em momentos finais das partidas e nunca realmente brigou para ser um titular da equipe e por vezes já foi especulado em clubes como o Aston Villa, West Brom, entre outros, especialmente no time de Birmingham, porque tinha Tim Sherwood como técnico na segunda metade da temporada passada.

Nessa temporada, o jogador mais uma vez, pouco se mostrou produtivo e apesar da saída de Aaron Lennon, ele sempre pareceu o winger com menos prestígio com o treinador argentino, que sempre preferiu Lamela, Chadli, Njié, Son e até mesmo Dembelé improvisado na esquerda, a colocar o inglês que apesar das convocações para a seleção inglesa. Cada vez mais estava a margem numa equipe em que a capacidade de trabalhar para o coletivo, é muito mais importante que meras individualidades

Townsend pelo English Team

Townsend pelo English Team

Agora tivemos o incidente com Nathan Gardiner, preparador físico do clube, e ele se vê mais longe de Hotspur Way do que nunca, apesar de chances com quatro técnicos e ter sido criado no clube, o jogador não parece ter paciência para esperar seu momento, justamente o momento em que um jovem como Joshua Onomah fez sua estreia na Premier League e o clube vive um bom momento, o jogador que poderá ir pra Eurocopa em 2016 pela Inglaterra, porém atitudes como essa o deixam distante não só do clube, mas também pode jogar fora com 24 anos, uma carreira promissora e que poderia fazer muito sucesso, por muitos anos no clube.

Portanto não importa aonde vá com seu talento, entretanto enquanto seu comportamento não mudar, Townsend seguirá achando que seu futebol é maior que ele imagina, isso faz com que seu ego ocupe espaço demais no vestiário do Tottenham e de qualquer outro de qualquer equipe que ele jogar.

 

Facebook Comments